MAPA DO SITE ACESSIBILIDADE ALTO CONTRASTE
CEFET-MG

Curso Rede de Comunicação Cefet-MG Arte e Cultura

Quarta-feira, 25 de julho de 2018

O Curso Rede de Comunicação CEFET-MG – realizado no período de 16/07 à 20/07 – reuniu, no Campus I (em Belo Horizonte) um total de 26 adolescentes, vindos de todas as unidades do CEFET-MG, além de alguns das redes municipal e estadual de ensino. Durante esse período, os alunos tiveram uma semana de imersão em assuntos relacionados à comunicação, produção cultural – envolvendo arte, tecnologia, audiovisual, autopublicação –, dentre outros. O Curso é parte das ações e atividades do 8º Festival de Arte e Cultura | Arte e Tecnologia, e teve como intuito estimular os alunos para a criação de planos de ação nas mais diversas questões concernentes ao evento.

Para cada dia da semana foram ofertadas atividades distintas, unindo produção artístico-cultural e tecnologia. A partir desse tripé, foram trabalhadas questões como produção e edição de vídeos e fotografias, fechando com o aprendizado de como constituir, com eficiência, uma rede de comunicação intercampi no CEFET-MG. Além das aulas e oficinas ofertadas pela Equipe Rede – organizadores do Curso –, o grupo recebeu alguns convidados especiais e realizou duas visitas técnicas.

Segunda-feira, primeiro encontro dos alunos do Curso Rede

Segunda-feira, primeiro encontro dos alunos do Curso Rede

Segunda-feira foi dia de receber a fotógrafa, cinegrafista, diretora e documentarista, Gabriela Matos, que apresentou seu projeto “Imagens do Morro”, no qual ela busca retratar, numa perspectiva inédita, o cotidiano na comunidade em que reside. Gabi Matos lançou, no dia 23 de julho, seu documentário Diáspora Urbana, acerca do cotidiano do Morro do Papagaio, em Belo Horizonte.

Na terça pela manhã, o fotógrafo e designer gráfico Júlio Sardinha deu uma aula sobre produção fotográfica e autopublicação midiática. Sardinha é servidor do CEFET-MG e seu trabalho, contado dos bastidores da sua produção fotográfica, foi importante fonte de referência no aprendizado do Curso.

whatsapp-image-2018-07-17-at-15-34-14

Terça-feira, oficina com o fotógrafo Júlio Sardinha*

Terça-feira, visita de Thai Azé

Terça-feira, visita de Thai Azé e Angélica Almeida*

 

 

………….

Na terça à tarde, visita de Thai Azé e Angélica Almeida, servidoras públicas no Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos (CAO-DH), trouxe para a mesa de discussão as relações políticas e sociais envolvidas na comunicação, partindo da experiência do CAO-DH em campanhas como “Respeito: não custa nada, mas vale muito. Thai e Angélica abordaram “Comunicação, Direito e Diferenças Culturais, como mote de partilha das experiências na comunicação com os alunos.

No terceiro dia do Curso, foi realizada uma visita técnica à Produto NOVO, de Clebin Quirino. Na produtora, os alunos tiveram a oportunidade de gravar em estúdio, aprender sobre produção e edição de áudio, bem como algumas estratégias de autopublicação no mercado musical. Além disso, puderam saber da história de Clebin, um dos grandes músicos e produtores da cena do hip hop de Belo Horizonte.

Quarta-feira, visita técnica à Produto NOVO*

Quarta-feira, Clebin em seu estúdio

Quarta-feira, Clebin em seu estúdio

Na quinta-feira, os alunos iniciaram a construção de seus planos de ação nos respectivos campi, tendo como referência a programação do  8º Festival de Arte e Cultura | Arte e Tecnologia. Com base no que as Coordenações Locais de Atividades Culturais (CLAC) já vinham realizando, foram iniciadas algumas estratégias de comunicação direcionadas para o 8º Festival.

A tarde de quinta foi reservada ao Levante Popular da Juventude, que tratou de alguns dos conceitos utilizados pela organização, como agitação e propaganda, bem como métodos para gerar mais impacto com a comunicação audiovisual. Com a proposta de “organizar a juventude onde quer que ela esteja” o Levante trouxe a política para o debate, fomentando a ideia de participação mais ativa dos jovens na vida pública de suas cidades. Foi nesse espaço que os alunos puderam expressar o que pensam e sentem acerca do lugar ocupado pelo jovem na política nacional.

Ainda na quinta-feira, à noite, os alunos visitaram o  Centro de Referência da Juventude (CRJ), conheceram suas instalações e projetos, e puderam não só assistir como também participar do ensaio aberto do grupo Coletivo Maya. O CRJ abriga vários projetos populares da juventude, reunindo em suas instalações: biblioteca, auditório, salas de ensaio e de ateliês de criação, todos sob gestão compartilhada de jovens representantes da sociedade civil e do poder público. Em breve o estúdio de gravação e produção receberá novos equipamentos, o que deve ampliar o campo de alcance e de incentivo à produção artístico-cultural no espaço, o qual já conta com várias exposições de artes plásticas e obras permanentes de artistas colaboradores. Os espaços do CRJ, dentro do conceito de acesso público, podem ser ocupados mediante proposta de ações e atividades cadastradas por formulário eletrônico, disponível aqui.

whatsapp-image-2018-07-19-at-22-45-4922

Quinta-feira, visita técnica ao CRJ | Ensaio Aberto com Coletivo Maya*

No último dia de imersão os alunos puderam trabalhar numa oficina de gravação e edição de vídeos e, no período da tarde, trabalhando em duplas, puderam apresentar e compartilhar seus respectivos planos de ação. Para a elaboração dos mesmos, foram considerados os seguintes referenciais: envolvimento e participação de professores; envolvimento e participação do público externo; espaço de atuação para os interessados; qualificação das programações; trabalho em grupo; conexão e cobertura do Festival, entre outros. A tarde de sexta foi marcada por despedidas de quem chegou ao Curso sem saber ao certo do que se tratava, e saiu dele com perspectivas  promissoras de criação e produção artístico-cultural.

 

 

 

 

 

Para tod@s foi um até daqui a pouco, um parênteses que vamos deixar em aberto.

 

*Todas as fotos inclusas nesta publicação foram feitas pelos alunos do Curso Rede  |  **Vídeo final feito por Júlio Sardinha